27.9.09

Distrito 9


Este original e terrivelmente eficaz Distrito 9 é, sobretudo, um filme sobre marisco. Relata as consequências de um primeiro contacto dos humanos com uma forma de vida extraterrestre, semelhante a grandes gambas de marcha bípede, mas saindo das convenções habituais sobre o tema e enveredando por um rumo narrativo que coloca os recém-chegados, apesar da sua superioridade tecnológica e física, numa posição em que se vêem obrigados à integração na sociedade da África do Sul, um país sem necessidade de enriquecer ainda mais o seu vasto leque de conflitos étnicos. É possível que alguém veja nisto uma metáfora sobre a discriminação racial e étnica e sobre a problemática das migrações motivadas pela desigualdade ou pela guerra, mas será pessoa de baixa formação que não perceba nada de cinema nem da difícil arte de interpretar menus de marisqueira. O ponto fulcral do filme é a semelhança entre os alienígenas e as gambas supracitadas. O resto são balelas. Diga-se ainda que o realizador Neill Blomkamp e o produtor Peter Jackson se encontram já a preparar duas continuações, uma sobre berbigão de Andrómeda e a outra sobre percebes radioactivos de Alfa Centauri. Promete ser épico.

Classificação: http://inepcia.com/cinemateca/olho5-5b.gif

District 9

De: Neill Blomkamp

Com: Sharlto Copley, Jason Cope, Robert Hobbs

Origem: http://inepcia.com/cinemateca/us.gifhttp://inepcia.com/cinemateca/nz.gif

Ano: 2009

Trailer

8 comentários:

Joana disse...

eu também gosto de gambas, mas é a versão empratada.

Salustio disse...

Eu nem por isso.

Joana disse...

eu para dizer a verdade não sei bem, porque não sei muito bem o que são gambas, estava a ser parva, mas por um motivo, ter dificuldade em processar o facto de te teres gostado ver um filme sobre gambas bípedes.

MeninaPalito disse...

Ei! E o menosprezado papel da comida de gato na pacificação das 'gambas bípedes'? Sinto que o poderoso lobby Whiskas-Friskies teve mãozinha neste filme. Quanto a mim, já estou a armazenar um carregamento industrial de Royal Canin cá em casa. Nunca se sabe quando nos aparece pela frente uma gamba tão prestável como Christopher Johnson.

Salustio disse...

Acho que gambas são uns camarões grandes. Não é?

Joana disse...

pois, não sei.

claudeiras disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Dicas disse...

Muito bom... Já começou bem ironizando os filmes de ETs americanos que sempre tudo acontece em Nova York ou Chicago ou Washington... Depois junta a moda de câmera de mão documentário fake com superprodução, mas o enfoque mesmo é a humanização dos alienígenas feiosos e inocentes.

 

a cinemateca deu cabo de mim © 2008. Chaotic Soul :: Converted by Randomness